Publicada em 07/09/2017 15:14:00

Palco tradicional das comemorações do Dia da Independência, a Avenida Barão de Maruim ficou lotada de populares, estudantes de escolas públicas e particulares, militares de diversas corporações e autoridades nesta quinta-feira, 7 de setembro. O líder no Congresso Nacional André Moura (PSC-SE) acompanhou o desfile cívico-militar ao lado de lideranças políticas, entre as quais o prefeito de Poço Verde, Iggor Oliveira, os vereadores Zezinho do Bugio e ‘Seo’ Marcos, e o ex-vice-prefeito de Aracaju, José Carlos Machado.

O deputado chegou cedo a avenida, a tempo de assistir ao hasteamento da bandeira nacional. Em seguida, acompanhou a abertura do desfile pelos destacamentos da Força Expedicionária Brasileira/Sergipe (FEB), da Marinha do Brasil (Capitania dos Portos), do Exército, do Controle do Espaço Aéreo de Aracaju, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal. Logo depois, desfilaram alunos das escolas da Capital e representantes de entidades civis organizadas.

Durante o trajeto do desfile, André Moura foi bastante cumprimentado pela população. Recebeu agradecimentos pelo trabalho realizado na liberação de verbas para Sergipe. O deputado disse que participar das comemorações do Dia da Pátria é motivo de orgulho para todos que amam o Brasil. “Ver essa mobilização reforça nosso sentimento de patriotismo, de liberdade e também de democracia. Quem ama o Brasil luta e torce por ele, para o bem de toda a nação”, comentou.

“PEC das Aposentadorias” – Em meio às andanças pela Avenida Barão de Maruim, o deputado André Moura parou no estande onde eram colhidas assinaturas da população em apoio à PEC 01/2017, de autoria do líder da oposição na Assembleia Legislativa de Sergipe, Georgeo Passos (PTC). Ela propõe o fim das aposentadorias pagas pelo Estado aos ex-governadores.

O líder assinou o abaixo-assinado e disse tratar-se de uma medida justa. “O Brasil passa por mudanças e esse tipo de benefício não existe mais em quase todo o País. Lamentavelmente, Sergipe ainda é um dos poucos a mantê-lo. A medida chega em boa hora. É moralizadora”.

AssCom/AM
Fotos: Jeff Moura