Publicada em 09/09/2017 17:55:00

Unificar os sistemas de informação do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), da Secretaria Estadual de Pesca e do Ministério de Desenvolvimento da Indústria e Comércio (MDIC), para facilitar o acesso dos pescadores artesanais a benefícios como o seguro-desemprego, também conhecido como “seguro-defeso”. Esta foi a principal reivindicação apresentada, neste sábado (09), por representantes da categoria ao líder no Congresso Nacional André Moura (PSC-SE).

Em reunião-almoço na Barra dos Coqueiros, da qual também participaram o senador Eduardo Amorim e o gerente estadual do INSS em Sergipe, Raimundo Britto, os presidentes das Colônias de Pescadores do Estado de Sergipe e a União das Colônias de Pescadores e Aquicultores do Estado de Sergipe (Uncopes) pediram ao deputado para que os represente no Congresso Nacional, em busca de solucionar o impasse cadastral e encaminhar algumas pautas importantes à categoria.

De acordo com a presidente da Uncopes, Wilma Santana, os pescadores preferem manter-se vinculados ao Ministério da Agricultura, porque os conflitos com o cadastro geral se iniciaram quando eles foram vinculados ao MDIC. André Moura considera o pleito justo e se comprometeu em atender às demandas da classe. Explicou, no entanto, que uma resposta efetiva para a solução do impasse somente será possível após a aprovação da Medida Provisória 782/2017, com a nova organização básica dos órgãos ligados à Presidência da República e aos ministérios.

Presenças ilustres – Estiveram também presentes ao encontro ex-deputado federal e ex-vice-prefeito de Aracaju José Carlos Machado, os vereadores José Roberto Imperador [Itabaiana] e Zezinho do Bugio [Aracaju], o ex-prefeito da Barra dos Coqueiros Gilson dos Anjos e o ex-vereador de Aracaju Vovô Monteiro.

AssCom/AM
#SergipeMaisForte
#MandatoProdutivo