Publicada em 04/10/2017 19:30:00

 

A tarde desta quarta-feira (4) foi bastante produtiva para a representação dos agentes comunitários de saúde e de combate às endemias reunidos em Brasília. Acompanhados do líder no Congresso Nacional André Moura (PSC-SE), eles tiveram audiência com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, na qual trataram da Política Nacional de Atenção Básica (PNAB).

Na terça-feira [ontem], André Moura discursou na tribuna da Câmara dos Deputados em defesa dos agentes. Ele destacou a importância estratégica da categoria para a saúde pública. Também elogiou a iniciativa de realizarem o I Seminário Nacional da Revisão da Política Nacional de Atenção Básica (PNAB), organizado pela Confederação Nacional dos Agentes de Saúde (Conacs). O evento ocorreu no auditório Nereu Ramos, da Câmara dos Deputados.

A pedido do líder, Ricardo Barros aceitou receber a comitiva de agentes. A pauta do encontro com o ministro centrou-se em torno de mudanças na PNAB feitas pelo Ministério da Saúde após estudos e conversas com diversos setores da área da saúde pública nacional, entre as quais a possibilidade de existência de outros modelos de Atenção Básica, além da Estratégia de Saúde da Família (ESF), e a unificação das carreiras de agentes comunitários. 

Segundo a representação, as alterações são prejudiciais aos agentes e devem ser revistas pelo órgão. Por seu turno, André Moura garantiu que o Governo Federal está aberto ao diálogo. “Hoje iniciamos um diálogo proveitoso. O objetivo é tentar construir um texto ideal, se for o caso, até repactuando a PNAB. Mas, obviamente, isso é algo a ser decidido por um colegiado. A audiência que viabilizei com o ministro mostra a boa vontade do governo”, declarou.

AssCom/AM
Fotos: Nefy Dias
#SergipeMaisForte
#MandatoProdutivo